As Duas Âncoras
Cheap Nike NFL Jerseys China Wholesale Jerseys Free Shipping Cheap NFL Jerseys Wholesale
 

Igreja Presbiteriana da Tijuca

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Mensagens Escritas As Duas Âncoras

As Duas Âncoras

E-mail Imprimir PDF

ATOS 27. 18-25

As Duas Âncoras

O mês de janeiro é o mês das chuvas e tempestades. Nesta época a nossa cidade fica impotente debaixo da força das chuvas de verão.

No passado as pessoas morriam afogadas em rios e mares, mas agora também morrem afogadas na garagem de sua casa, na rua ou no estacionamento do shopping.

A imprensa noticia relatos de pessoas que sobreviveram a tempestades e de outras que não sobreviveram.

Cada sobrevivente conta a sua história e fala dos procedimentos que adotou  para continuar vivo.

Uma das histórias mais dramáticas sobre tempestades está registrada no texto que acabamos de ler.

Essa história vai ajudar você a enfrentar e sobreviver a sua tempestade porque ela nos mostra duas âncoras onde você pode se segurar para que a tempestade não te destrua.

O versículo 1 diz que “entregaram Paulo e alguns outros presos a um centurião chamado Júlio, da Coorte Imperial” (Atos 27. 1).

Mas não eram somente presos, havia no navio um total de “duzentas e setenta e seis pessoas” (Atos 27. 37).

Entre essas pessoas estava o apóstolo Paulo. Ele não era um prisioneiro comum. Era um cidadão romano que estava sendo transportado para Roma a bordo de um navio cargueiro para ser julgado pelo “crime” de anunciar o evangelho de Cristo.

Eles embarcam no navio para Roma. Os navios daquela época eram caravelas. A tripulação não se aventurava a navegar em mares profundos. Navegavam apenas na costa marítima.

Mas vem uma grande tempestade e o navio é arrastado para dentro do mar Adriático correndo o risco de naufragar. A tempestade era terrível!

Paulo foi usado pelo Espírito Santo e por causa das suas admoestações, todos no navio sobreviveram ao naufrágio que era inevitável.

O texto diz que eles foram “açoitados severamente pela tormenta, no dia seguinte, já aliviavam o navio. E, ao terceiro dia, eles mesmos, com as próprias mãos, lançaram ao mar a armação do navio (mastro principal com a vela quadrada maior)” (Atos 27. 18-19).

O versículo 20 diz que “não aparecendo, havia já alguns dias, nem sol, nem estrelas, caiu sobre eles grande tempestade” (Atos 27. 20 a). É um quadro desesperador!!!

Mas existem outras tempestades muito piores do que esta relatada no texto: Tempestades emocionais, econômicas, familiares, espirituais.

Você tem enfrentado algumas tempestades!!!


Eu sei que você já enfrentou ou está enfrentando alguma tempestade nesse momento.

Você tem sido castigado por tempestades na sua saúde, na sua vida profissional, financeira, familiar, conjugal.

Você tem enfrentado tempestades com seus filhos, com sua vida espiritual, com seus relacionamentos afetivos. São tempestades fora da estação, que têm

levado você para dentro de um mar revolto. Difícil de sair!

Você está se perguntando: Como sobreviver a essa tempestade?


Uma providência que você deve tomar é lançar ao mar a carga do seu navio: são coisas que estão impedindo a sua vitória diante de Deus. Coisas que você se agarrou, mas estão te atrapalhando! O que são essas coisas? Só você sabe!

O texto diz que eles tiveram que lançar muitas coisas ao mar, inclusive o mastro principal (Atos 27. 19) e o trigo (Atos 27. 38).

Paulo se coloca diante de todos e diz: “Esta noite um anjo de Deus, de quem eu sou e a quem sirvo, esteve comigo, dizendo: Paulo, não temas! É preciso que compareças perante César, e eis que Deus, por sua graça, te deu todos quantos navegam contigo” (Atos 27. 22-25).

Deus disse a Paulo que havia duas âncoras que o manteriam a salvo. Quais são essas âncoras? São duas afirmações importantes que aparecem no texto: 1) De quem eu sou; 2) A quem eu sirvo.

Âncora número 1: “De quem eu sou”
.

Paulo diz: “O Deus a quem eu pertenço esteve comigo e disse: Não temas!”.


Não permita que a tempestade faça você se esquecer que o Senhor é o seu Deus e que o seu poder é inabalável.

Nenhuma vida que está nas mãos de Deus está fora do seu controle, não importa o tamanho e a força da tempestade.

Se você é filho de Deus, então toda tempestade em sua vida foi mandada ou autorizada por Ele para a sua glória, para o seu bem e seu crescimento. Não tema!

Âncora número 2: “A quem eu sirvo”.


Paulo diz: “O Deus a quem eu sirvo não nos abandonará no meio da tempestade. Ele virá em nosso socorro!”.


A tempestade pode frustrar nossos projetos humanos, mas não frustra os projetos que Deus confiou a nós.

Ele não nos deixa sozinhos no mar. Não importa o quanto nosso barco se distancie da praia e nos leve para dentro do mar.

Deus disse a Paulo: “Você vai completar a missão que eu confiei a você!”.

Deus está dizendo o mesmo para você. Segure firme nas âncoras e nenhuma tempestade, por mais violenta que seja, fará você afundar!

A viagem de Paulo acabou bem. Eles desembarcaram na Ilha de Malta, ao sul da Itália, e todos se salvaram.

O tempo todo, o navio parecia estar fora de controle, mas estava na direção certa porque Deus estava no comando. Assim acontece conosco.

Nossa vida parece estar fora de controle porque tudo está dando errado, mas o Deus a quem pertencemos e servimos não nos perde de vista porque Ele nos ama.

A águia é considerada a ave mais nobre e corajosa porque é a única ave que voa na direção da tempestade!

Faça como a águia! Não tema a tempestade! Às vezes, é preciso enfrentar a tempestade para chegarmos ao lugar onde Deus quer nos levar.

Reverendo Eurípedes da Conceição
Pastor Efetivo

 

Nossos Cultos

Domingos:
10h30min e às 19h00

Quartas:
19h30min

Maiores Informações:
(21) 3298-8291 e 3298-8287

Escola Dominical

Todos os Domingos,
às 9h00

Participe!