Heróis Anônimos
Cheap Nike NFL Jerseys China Wholesale Jerseys Free Shipping Cheap NFL Jerseys Wholesale
 

Igreja Presbiteriana da Tijuca

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Mensagens Escritas Heróis Anônimos

Heróis Anônimos

E-mail Imprimir PDF

SALMO 128. 1-6

1 Bem aventurado aquele que teme ao Senhor e anda nos seus caminhos!
2 Do trabalho de tuas mãos comerás, feliz serás, e tudo te irá bem.
3 Tua esposa, no interior de tua casa, será como a videira frutífera; teus filhos, como rebentos da oliveira, à roda da tua mesa.
4 Eis como será abençoado o homem que teme ao Senhor!
5 O Senhor te abençoe desde Sião, para que vejas a prosperidade de Jerusalém durante os dias de tua vida.
6 Vejas os filhos de teus filhos. Paz sobre Israel.

HERÓIS ANÔNIMOS

Em geral, transformamos em heróis aquelas pessoas que se destacam em determinadas áreas.

Um jogador de futebol, um astro de cinema ou um político bem sucedido, tendem a se tornar os nossos heróis.

Mas existem heróis desconhecidos, que não têm biografia escrita, nem constam nos livros de história.

São heróis anônimos, que, em silêncio, marcam a paisagem social.

Eles não usam slogans, não ostentam medalhas, nem beijam troféus.

Eles não aparecem nas páginas de jornal, nem recebem o premio Nobel. Eles existem apenas nos bastidores.

Eles são mais valorosos que todos os grandes executivos e celebridades que aparecem nas colunas sociais.

Esses heróis são os nossos pais.

Quando éramos crianças, eles liam livros para nós e nos contavam histórias.

Corriam conosco na praia. Jogavam bola conosco mesmo quando estavam exaustos.

Eles se tornaram verdadeiros exemplos de vida para nós.

Todos nós somos candidatos a integrar essa lista de heróis anônimos.

Para isso, precisamos saber usar adequadamente uma palavrinha-chave: T-E-M-P-O.

Precisamos dar tempo aos nossos filhos. Nossos filhos não são o nosso hobby ou a nossa diversão, eles são o nosso chamado divino.

A família é uma vocação de Deus.

A esposa não é um troféu a ser exibido, mas um tesouro do céu.

“O que acha uma esposa acha o bem e alcançou a benevolência do Senhor” (Pv 18. 22).

Muitos pais negligenciam a sua vocação e acabam pagando um alto preço por sua negligência.

Davi foi um homem bem sucedido na vida profissional e social, mas não foi bem sucedido na vida familiar.

Há pessoas que são bem sucedidas na vida material, mas são fracassadas na vida em família.

Davi é um desses exemplos: Ele foi vitorioso na vida política, social, econômica, mas foi um “zero à esquerda” dentro de casa. Por que?

Porque desobedeceu ao Senhor!

Muita gente pensa que o maior pecado de Davi foi o seu adultério com Beteseba. Não foi!

Isso foi apenas o ápice de uma série de pecados que ele já vinha praticando contra o Senhor.

Davi desobedeceu à lei de Deus que está em Deuteronômio 17. 14-17. O texto diz:

Quando entrares na terra que dá o Senhor, teu Deus, e a possuíres, e nela habitares, e disseres: Estabelecerei sobre mim um rei, como todas as nações que se acham em redor de mim, estabelecerás, com efeito, sobre ti como rei aquele que o Senhor, teu Deus, escolher (...) Porém este não multiplicará para si cavalos (...) Tampouco para si multiplicará mulheres, para que o seu coração se não desvie; nem se multiplicará muito para si prata ou ouro” (Dt 17. 14-17).

As coisas começaram a ficar ruins para Davi a partir do momento que ele assumiu o trono em Jerusalém.

Veja como Davi agiu em Jerusalém:

“Davi tomou ainda mais mulheres em Jerusalém; e gerou ainda mais filhos e filhas” (1 Crônicas 14. 3)

Davi tornou-se rei de Israel e passou a agir de forma irresponsável. Aumentou a família, gerou muitos filhos, mas não lhes deu a atenção que precisavam.

E porque Davi não deu atenção à família, nela aconteceram os casos mais bizarros de desrespeito, violência sexual e homicídio entre irmãos.

Isso acabou com Davi!

Não queira pagar o preço que Davi pagou por ter negligenciado o cuidado à família.

O grande herói Davi, que compôs inúmeros salmos, que escreveu as páginas das crônicas das grandes batalhas de Israel, que unificou as doze tribos, terminou a vida de uma forma patética.

Veja o que aconteceu com Davi nas suas últimas horas de vida.

“Sendo o rei Davi já velho e entrado em dias, envolviam-no com roupas, porém não se aquecia. Então, lhe disseram os seus servos: Procure-se para o rei, nosso senhor, uma jovem donzela, que esteja perante o rei, e tenha cuidado dele, e durma nos seus braços, para que o rei, nosso senhor, se aqueça. Procuraram, pois, por todos os limites de Israel uma jovem formosa; acharam Abisague, sunamita, e a trouxeram ao rei. A jovem era sobremaneira formosa; cuidava do rei e o servia, porém o rei não a possuiu” (1 Reis 1. 1-4).

Davi está perto de morrer. Ele tem calafrios o tempo todo. Ele tem que se vestir com muitas roupas e se cobrir com muitos cobertores para não morrer de hipotermia.

Seus empregados tomam a decisão de procurar uma mulher para aquecê-lo. Alguém para abraçá-lo em seus últimos momentos de vida.

Onde estavam as esposas de Davi? Onde estavam Abigail e Beteseba? Onde estavam seus filhos, agora já adultos?

Os servos de Davi não procuraram os seus parentes porque eles o haviam abandonado. Eles procuraram... procuraram... mas encontraram uma estrangeira para aquecer Davi.

Já imaginou que situação patética?

Eu acredito que Davi, se pudesse, daria todas as suas coroas e troféus conquistados nas guerras somente para estar nos braços de uma esposa.

Ele daria todo o seu reino apenas para privar do carinho e da presença de pelo menos um de seus muitos filhos.

Mas era tarde demais para Davi.

Ele morreu nos braços de uma estranha porque ele mesmo se tornou um estranho para sua própria família.

Mas não é tarde demais para você!

Dentro de uma escala de prioridades, coloque Deus e a sua família em primeiro lugar.

Esta ordem está certa? Deus e a família em primeiro lugar? Sim!

Mas, por que não Deus em primeiro lugar e a família em segundo lugar? Porque ambos têm que ocupar o primeiro lugar em nossa vida. Ninguém consegue ser feliz com Deus e infeliz com a família, e ninguém consegue ser feliz com a família sem ser feliz com Deus.

Marido, dedique à sua esposa todo o seu amor e devoção.

Mulher, torne o seu esposo o objeto de sua paixão mais profunda.

Ame a pessoa com a qual você firmou uma aliança de amor.

Pais, valorizem os filhos que o Senhor lhes deu como dádiva.

Seja um vencedor, primeiro, em sua casa.

“Tua esposa, no interior de tua casa, será como a videira frutífera; teus filhos, como rebentos da oliveira, à roda da tua mesa. Eis como será abençoado o homem que teme ao Senhor! (Salmo 128. 3-4).

Tema ao Senhor! Seja obediente à Sua Palavra e desfrute as bênçãos que o Senhor reservou para você.
Reverendo Eurípedes da Conceição
Pastor Efetivo

 

Nossos Cultos

Domingos:
10h30min e às 19h00

Quartas:
19h30min

Maiores Informações:
(21) 3298-8291 e 3298-8287

Escola Dominical

Todos os Domingos,
às 9h00

Participe!